• Fernanda Biancareli

África do Sul com crianças - Safári na reserva de Madikwe

O dia amanheceu em Sun City, e já pegamos a estrada rumo a reserva privada de Madikwe, nosso último destino da viagem.

Para quem quiser saber mais detalhes dessa viagem completa, acompanhe os outros posts da série: África do Sul com crianças:

  • Cidade do Cabo e região

  • Explorando a Garden Route

  • Safári de balão na reserva de Pilanesberg


A distância de Sun City para Madikwe é de aproximadamente 150 quilômetros, porém levamos quase 3 horas para chegar, a maior parte da estrada é de terra, chão batido e alguns trechos com buraco, NÃO aconselho fazer esse trajeto por conta própria, principalmente se estiver com crianças, não tinha sinal no celular e nem internet, nosso motorista estava com rádio, caso precisasse que algum auxílio, quase não tem placas na estrada também.


Dentro da reserva existem vários tipos de lodges, desde os mais simples, até os mais luxuosos. O termo “lodge” significa alojamentos imersos na natureza, na mata. Foi criado inicialmente para acomodar os hóspedes que queriam se hospedar em meio as savanas africanas, mas hoje é usado em diversos lugares do mundo. Normalmente tem uma recepção, restaurantes e área de lazer central e pequenas “casas” individuais e isoladas, que ficam em seu entorno.



Ficamos hospedados por 02 noites na Madikwe Game Reserve, o que é o suficiente na minha opinião, normalmente esses lodges que ficam dentro das reservas, já incluem na hospedagem:

>> 02 safáris por dia (manhã por volta de 05h00 e a tarde por volta de 16h00), cada um com duração aproximada de 3 horas.

>> Todas as refeições, café da manhã, almoço e jantar, além dos “lanches” servidos antes e durante os safáris. Nos safáris da tarde, até vinho ou cerveja estavam inclusos, bom demais né?!



Lembrando que essas eram as condições do lodge que ficamos hospedados - Madikwe River Lodge - existem muitos outros lodges, assim como várias outras reservas e para cada uma as regras e inclusões podem ser diferentes.


Chegamos no lodge por volta de 13h00, fomos recepcionados com muita alegria, conhecemos nossas instalações e em seguida almoçamos, todas as refeições eram à la carte.

Com horário marcado, nos encontramos na recepção às 16:00, recebemos todas as instruções e saímos para o primeiro safári.



Ahhhhh quanta emoção, vimos muito animais, uma imensidão de zebras, antílopes, gnus e girafas, elas chegavam muito perto do nosso carro, sempre muito curiosas.

Vimos rinocerontes e manadas inteiras de elefantes, de todos os tamanhos. E eu só conseguia pensar: como a natureza é perfeita!


Chegamos de volta ao lodge no início da noite, o jantar já estava pronto, aproveitamos para jantar, conversar um pouco sobre o nosso dia que foi incrível e retornarmos para o lodge para descansar...O próximo dia já estava nos aguardando.


O dia começou, nosso Ranger já estava pronto na recepção nos aguardando e assim que entramos no carro e seguimos para o safári, escutamos no rádio do Ranger que um carro de outro grupo tinha acabado de avistar 2 Cheetahs (Guepardo), nosso Ranger mudou a rota e partiu seguindo as coordenadas via rádio para tentarmos localizar esses animais. Em alguns minutos, nós os encontramos, eram 02, estavam andando na maior tranquilidade e não estavam nem um pouco se importando com a nossa presença, ficamos só observando, por uns 20 minutos, pareciam até que estavam brincando. Fiz lindos registros e fiquei completamente apaixonada por essas fotos, são as minhas preferidas:



Nem deu tempo de nos recuperar e de repente, nosso Ranger parou o carro, ficamos olhando para todos os lado e não víamos nada, mas ele viu, estava muito distante, juro que não sei como ele conseguiu enxergar o BIG FIVE mais difícil de ser encontrado, o Leopardo.



Dica: independente da estação climática, é importante, não obrigatório, o uso de calças durante os safáris, principalmente no fim do dia, onde a quantidade de insetos é maior, além disso, você pode encostar a perna em galhos secos e a calça ajuda na proteção, leve também uma jaqueta corta vento, protetor solar e repelente.


Eram 4 safáris no total, e quando estávamos indo para o terceiro eu comecei a ficar um pouco ansiosa, eu queria muito ver os leões, já tínhamos vistos MUITOS animais, sendo que muitos deles eu nem esperava ver, mas eu queria ver o leão.

Eis que ele surgiu, andando bem na nossa frente, foi EMOCIONANTE!!!!! CHOREI!!!!

Ele estava na companhia de uma leoa e mais um leão, ficamos por muito tempo com o carro parado só observando, eu nem conseguia acreditar, não tem como explicar, é uma euforia, uma felicidade, um medo, uma paz, uma loucura, tudo junto.



Os safáris são assim, uma caixinha de surpresas, e cada um é especial, é diferente, nunca um será igual ao outro.

Valeu a pena cada minuto, cada momento, cada nascer e pôr do sol e eu só tenho a agradecer a oportunidade de ter visto e sentido tudo isso.



Voltamos para Joanesburgo, passamos 01 noite na cidade, nosso vôo estava marcado para o dia seguinte na parte da manhã.


Tivemos pouco tempo, aproveitamos para passear na Mandela Square, onde tem o monumento de Nelson Mandela e ao redor, muitas lojas, shopping e restaurantes.




Se quiser saber mais sobre a África do Sul, não deixe de conferir os outros posts relacionados a essa viagem.

  • Cidade do Cabo e região

  • Explorando a Garden Route

  • Safári de balão na reserva de Pilanesberg

Receba nosso informativo mensal

Horário de funcionamento

Segunda a Sexta: 10h às 18h

Sábado: 10h às 14h

 

Estamos fechados aos domingos e feriados

Elogios, críticas e sugestões,
envie um e-mail para:
diretoria@sonhoreal.tur.br

Cadastur.png
abav.png

© 2020 SONHO REAL TURISMO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Sonho Real Viagens e Turismo LTDA

CNPJ: 03.022.734/0001-60